Ana Carolina Moisés -Aluna do Studio Beto Personal Trainer

Ana Carolina Moisés -Aluna do Studio Beto Personal Trainer

ACELERE O SEU METABOLISMO

A busca pelo corpo perfeito requer bem mais do que as pessoas fazem para melhorar seu

físico.  Acelerar o metabolismo não é o suficiente para queimar gorduras, você deve procurar

fazer atividades físicas, mas sem se esquecer, principalmente, da alimentação. A prática de

qualquer atividade física contribui para o gasto energético, o exercício ajuda a manter uma

regularidade no organismo, além de auxiliar na transformação da glicose e da gordura em

energia.

Os exercícios cardiovasculares são extremamente importantes para manutenção do

funcionamento do metabolismo. Já é comprovado cientificamente que correr acelera o

metabolismo, por isso, correr no mínimo três vezes por semana por 45 minutos já é o ideal.

 

ALIMENTAÇÃO: UM ACELERADOR NATURAL DO METABOLISMO

O café da manhã é um acelerador metabólico; depois de horas em jejum, em função do sono

da noite anterior, não dar importância a essa primeira refeição pode provocar uma

desaceleração do metabolismo. Fazer uma caminhada após o café da manhã ajuda a produzir

enzimas responsáveis pela queima de gorduras, portanto, não fique parado.

Nunca pule uma refeição pensando que desta forma você perderá peso com qualidade. Você

deve ter muita atenção para evitar o catabolismo (perda de massa magra e aumento do

percentual de gordura). Deixar de fazer refeições fará com que o organismo acumule reservas,

uma vez que ele entenderá que você está fazendo menos refeições, desta forma, não serão

excretados os excessos e acontecerá um aumento desnecessário do seu peso.

Faça seis refeições diariamente, inclusive o jantar que jamais deverá ser esquecido. Dessa

forma você manterá os níveis de açúcar no sangue estabilizados, fato que irá manter seu

metabolismo funcionando regularmente.

Procure ingerir proteínas magras, um bom exemplo é o peito de frango. Ele requer mais

energia para ser digerido do que, por exemplo, uma taça de açaí ou de sorvete, ou até mesmo,

batata frita.

É importante manter o metabolismo acelerado durante o sono,  o desaceleramento provocará

a perda de músculos. O sono ideal seria de no mínimo sete horas por noite.

Deixar de comer é a pior coisa que você poderá fazer para o seu físico.

 

MOVIMENTE O CORPO PRATIQUE ATIVIDADES FÍSICAS:

Os músculos são queimadores naturais de calorias, quanto mais músculos, mais queima

Ana Carolina Moisés - Aluna do Studio Beto Personal Trainer

Ana Carolina Moisés – Aluna do Studio Beto Personal Trainer

calórica. Os músculos são tecidos vivos e estão aí para queimar calorias 24 horas por dia,

independentemente de você praticar ou não qualquer atividade física; por isso, é da maior

importância você nunca ficar no sedentarismo, procurando se movimentar sempre.

Procure manter uma regularidade nas atividades físicas; além do aeróbico, faça outra atividade

física regularmente por, pelo menos, uma hora. Isso ajudará muito na construção do corpo

perfeito. Os exercícios físicos ajudarão no aceleramento do metabolismo.

Talvez você não tenha tempo de fazer, por exemplo, aulas de academia em função do trabalho

e da escola. Então o indicado é fazer uma atividade física em casa mesmo: pule corda, faça

abdominais, suba escadas; enfim, importante é você não parar definitivamente, isso poderá

causar até mesmo um estresse. O estresse desacelera o metabolismo em função da liberação

do cortisol, quanto mais alto os índices de cortisol, mais difícil será a queima de gorduras.

 

ÁGUA SAÚDE EM TODOS OS SENTIDOS:

Beber água ajuda na queima de gorduras, por isso beba pelo menos 2,5 litros de água por dia,

isso evitará a fadiga. Mais de 70% das funções do corpo humano se dão com a presença de

água.

 

TIREOIDE: MUITO IMPORTANTE FAZER A PREVENÇÃO:

O metabolismo muito lento pode estar relacionado a doenças. A mais comum é o

hipotireoidismo (distúrbio ocasionado pela diminuição dos hormônios produzidos pela

glândula da tireoide). Nesses casos, o certo é procurar um especialista e fazer o tratamento

acompanhado, as mudanças de hábitos, por si só, não resolverão o problema.

Se analisarmos o homem e a mulher, veremos que nos homens a porcentagem de massa

magra é maior, quando nas mulheres o maior percentual é de gorduras. Isso se deve pela

própria constituição física.

O pico do gasto energético acontece por volta dos 23 a 24 anos e com o passar dos anos a

perda de massa magra acontece mais facilmente, e esse fator é mais sentido após os 30 anos.

Esses fatores contribuem também para a desaceleração do metabolismo.

Portanto vale a pena buscar sempre ter uma alimentação saudável conciliada a uma atividade

física. Tenha certeza que seu corpo agradecerá.