O whey protein deixou de ser dúvida para se tornar uma certeza no que diz respeito à qualidade e a sua eficácia no ganho de massa

muscular para os praticantes de atividade  física. Antigamente o whey protein era tido como anabolizante, o preconceito era enorme.

Com o passar dos anos essa ideia errada foi se modificando e hoje é um dos grandes aliados na alimentação do dia a dia.

As proteínas do whey protein são extraídas do soro do leite.É muito importante avaliar a qualidade do whey  protein na hora da

compra. Deve-se pesquisar as marcas mais confiáveis que ofereçam um produto cuja proteína seja de boa qualidade e que não tenha

mais carboidrato do que informado no rótulo. No whey de qualidade, em média, a dose tem 30 gramas, sendo, destas, no mínimo 70

% de proteína. Os suplementos alimentares têm como objetivo fornecer ao organismo os nutrientes necessários para a recuperação

muscular em função das microlesões causadas decorrentes de esforço físico durante uma atividade física. O whey protein por ter a

característica de proteína de absorção mais rápida, estimula a sintese proteíca e constrói massa magra além de proporcionar uma

recuperação mais rápida da musculatura. Existem muitas opiniões quanto ao melhor horário de se tomar o whey protein. O horário

mais indicado é imediatamente após a atividade física. Isso porque a absorção pelo organismo é maior e mais bem utilizada. Desta

forma o processo de hipertrofia muscular acontecerá mais facilmente, obtendo,assim, maiores resultados. Vale lembrar que o whey

protein, por ser uma proteína de rápida absorção, não é indicado o seu consumo à noite, antes de dormir. A proteína indicada para

tomar antes de dormir seria a Caseína por ser de absorção mais lenta ou uma proteína de absorção intermediária, como por exemplo

a Albumina. A necessidade de uma proteína de lenta absorção à noite é porque o corpo precisa estar alimentado durante o sono,

evitando o catabolismo muscular do jejum que será exposto.

 

TIPOS DE WHEY PROTEIN

Whey – Concentrado

Este tipo de Whey Contém até 70% de proteínas dependendo da marca. O restante é composto por gordura, carboidrato e lactose. As

Whey concentradas são ricas em aminoácidos e possuem geralmente um teor maior de carboidratos quando comparadas as wheys

isoladas e hidrolisadas. Nem todas as whey concentradas têm em sua fórmula os compostos bioactivos que se exige em uma proteína

de boa qualidade. Indicadas para aumento de peso focado em massa magra, atletas com biotipo ectomorfo utilizam muito esta forma

de proteína em função da quantidade de carbo a mais que ela tem comparada a outras como dito.

 

Whey – Isolado

Este tipo de Whey Possui 90 % ou mais de proteína por dose. Nessa whey o percentual de carboidrato é reduzido, contendo também

menos gordura e menos de 1% de lactose. As whey isoladas são submetidas a um processo de remoção quase que total de gordura e

lactose e, mesmo assim, contêm níveis considerados baixos de compostos bioactivos, uma vez que esses compostos estão inseridos na

gordura. Tem um aminograma riquíssimo, fornecendo uma boa quantidade de BCAA e outros nutrientes importantes na alimentação

de um atleta. Indicado para construção de massa magra com baixo teor de carboidrato.

 

Whey – Hidrolisada

Nesse tipo de whey acontece uma quebra maior das moléculas de proteína, dessa forma a absorção e digestão são mais rápidas. Isso

se deve em razão da desintegração da proteína em pépitos de diferentes cumprimentos. É a forma mais nobre que existe de whey

protein, e a de maior custo também. Consumida geralmente por atletas de competição, possui o aminograma mais rico dos três tipos.

É isso aí, suplemente sempre dentro dos horários estabelecidos na sua dieta e nas quantidades certas. Não adianta em nada exagerar

nas dosagens, uma vez que o organismo não absorve quantidades acima das indicadas.